7 erros de linguagem corporal que você jamais deve cometer em suas apresentações

4 minutos para ler
admin
Por Marketing

É claro que, em uma apresentação, o que se diz tem importância fundamental, mas existem fatores tão (ou mais) admiráveis para estabelecer um bom vínculo comunicacional do que as frases que serão ditas. Você já analisou a sua linguagem corporal?

Muitas pesquisas indicam que a linguagem corporal tem enorme influência sobre os espectadores e vai ser determinante na interação com o público. É também algo a ser estudado, a fim de melhorar seu desempenho.

Que tal ficar por dentro de alguns erros que você não pode cometer neste assunto? Leia o nosso artigo de hoje!

7 erros de linguagem corporal que você jamais deve cometer

1 – Ficar no mesmo lugar ao longo de toda a apresentação

Se o evento não é uma mesa redonda onde se acontecerão os debates entre os convidados ou algo assim, ficar na mesma posição durante sua exposição oral vai tornar a apresentação monótona. 

Quando você se movimenta, mesmo que pouco, você ativa a atenção da plateia e mantém seu cérebro mais desperto.

Se você tem receio de tropeçar ou esbarrar em algum objeto, coloque sapatos confortáveis nos pés e estude um pouco do ambiente onde vai discursar. Mova-se!

2 – Manter os braços cruzados

Os braços cruzados é um sinal clássico de afastamento das pessoas que estão no ambiente, de sorte que fica no ar a indicação de que você não está aberto para a interação ou se sustenta na defensiva. 

Esforce-se para manter as costas eretas, o que facilita o deslocamento do ar dentro de seus pulmões (e, por conseguinte, a propagação da voz) e os braços abertos.

3 – Evitar o contato visual com as pessoas

Quem está no púlpito ou no centro do tablado deve se mostrar confiante e seguro sobre o que será dito. Fugir do contato visual com as outras pessoas nesse momento de tensão é um modo inconsciente de evitar o enfrentamento. 

Contudo, se o orador olha as pessoas nos olhos, elas vão lhe dar mais atenção e confiança. E poderão receber melhor suas ideias e propostas.

4 – Dar as costas para o público

Estar de costas para as pessoas é o mesmo que indicar que não se importa com elas. Se você tem que mostrar alguma coisa em um gráfico ou imagem atrás de você, tente sempre ficar de lado para o público, e use varetas de metal expansíveis ou laser points, por exemplo.

5 – Fixar o olhar em um ponto ou pessoa

Se você olha somente para uma pessoa ou grupo de pessoas na plateia, vai ficar a impressão de que sua apresentação é quase que particular.

De outro modo, se observar apenas um ponto isolado ao fundo do lugar, pode apostar que muitas pessoas perceberam o fato e ficará aquela sensação estranha de que não está olhando para ninguém. 

Não deixe o efeito de ser alguém inseguro: olhe para as pessoas na plateia, com tranquilidade e pausas, faça a audiência ficar conectada a você e se concentrar no seu olhar.

6 – Deixar de sorrir

O assunto a ser comentado pode ser grave, mas você não precisa se manter sério do início ao fim da apresentação. Está na nossa biologia: sorrir aproxima pessoas e facilita a comunicação.

7 – Ser repetitivo em seus gestos

Apesar de ser bom circular no ambiente da apresentação para criar uma dinâmica, não é bom exceder-se nas gesticulações. Ainda mais repetir os gestos abusivamente.

Entenda que esses sinais devem ser utilizados para realçar algum aspecto ou para ilustrar sua mensagem, mas não como uma muleta para aquelas situações em que você não sabe onde enfiar suas mãos, gesticule de forma natural.

Você acha que pode estar cometendo erros em sua linguagem corporal quando vai fazer suas apresentações? Como tem sido a retorno de suas audiências? Deixe um comentário com a sua opinião!

Transmita mensagens de forma memorávelPowered by Rock Convert

Sua comunicação não pode entrar em quarentena! 

Nós podemos ajudar você com isso.
CONVERSAR COM UM CONSULTOR
close-link