Branding: o que é e como ele pode ajudar a sua empresa

9 minutos para ler
admin
Por Marketing

Alguma vez você já ouviu falar em branding? Não? Muito provavelmente, você já ouviu falar de marca, slogan e identidade visual, certo? Então quer dizer que você está pronto para entender o que é o branding — ele corresponde ao conjunto de imagens ou ideais que representam uma empresa, um produto ou um serviço.

Esse conjunto de atributos pode ser representado de diferentes maneiras e poderá ser utilizado como um diferencial competitivo em seu negócio. Acompanhe o nosso post de hoje e descubra o que é o branding e como ele pode ajudar a sua empresa. 

Vamos lá?

O que é branding

Muitas vezes, a definição do que é branding não é clara nem mesmo para os profissionais de marketing, já que esse é um conceito amplo. No entanto, o branding está relacionado à atração de consumidores para uma determinada marca. Assim, todos os elementos que remetem ou fazem lembrar essa determinada marca fazem parte do branding dela:

  • a visão da empresa;
  • a missão da empresa;
  • a história da empresa;
  • a história dos principais gestores da empresa.

Mais do que isso, o branding pode ser definido como toda a interação entre os produtos ou os serviços que uma determinada empresa possui e o seu público-alvo.

O marketing e o branding

Utilizando técnicas como pesquisa de mercado ou ações promocionais, o marketing tem como objetivo vender e controlar a distribuição de determinados produtos e serviços. Ele envolve diversas técnicas comerciais que têm como resultado a venda do produto ou serviço.

Agora fica a questão: o marketing é importante para o branding? Sim, mas ele não pode fazer nada sozinho — e isso já foi observado no passado, quando essa técnica era a maior responsável pelo planejamento e pela colocação de um determinado produto, serviço ou empresa no mercado.

Atualmente é preciso aliar o marketing a diversas outras ferramentas e, com isso, gerar o branding que proporcionará a integração que sua marca precisa.

Assim, a integração marketing e branding é mais necessária do que nunca, já que devem ser utilizados todos os elementos necessários na criação e no desenvolvimento de uma marca. Porém, é preciso que ações propriamente ditas repassem isso ao público.

Ou seja, de nada adianta criar uma boa marca, analisar logotipos e campanhas e não transmitir isso de forma adequada.

Dessa forma, o branding é responsável não só por apresentar e representar uma determinada marca ou símbolo que esteja ligado a um produto, serviço ou empresa: ele é responsável por ligar esses elementos a quem os consome. 

Além disso, ele deverá analisar e utilizar as conclusões obtidas nas percepções dos consumidores em relação ao que está sendo consumido e essa experiência deverá ser canalizada a favor do que está sendo vendido.

Por que o branding é importante

O branding pode ser definido como uma gestão de marcas, já que atua em diversas frentes que buscam integrar imagem e clientes, agregando valor ao que está sendo comercializado.

Uma estratégia de branding bem elaborada e desenvolvida adequadamente pode ser o diferencial que você está buscando para o seu negócio, já que atualmente é mais importante do que nunca promover o reconhecimento de uma empresa ou do que ela vende. 

Vale lembrar que isso destacará você de seus competidores, pois as pessoas tendem a só comprar de marcas nas quais elas acreditam e com as quais elas compartilham ideais.

Assim, o branding deve ser entendido em sua empresa como algo maior do que simplesmente sua marca. Ele é a promessa da reputação e qualidade do que você oferece. Portanto, vale a pena ficar atento ao que acontece com a imagem da sua empresa como um todo, já que é isso que será repassado aos seus consumidores.

As possibilidades do branding

O branding deverá levar em consideração alguns elementos:

  • o nome da empresa;
  • seu logotipo;
  • o slogan;
  • a forma e o tipo de letras escolhidos para os anúncios e apresentações;
  • o propósito e os valores da sua marca.

Tudo isso observando os diferentes tipos de mídia em que serão veiculados:

  • materiais de marketing;
  • sites corporativos;
  • blogs;
  • fanpages.

O conjunto de ações de branding também poderá ser utilizado em promoções e diferentes formas de divulgar a empresa e sua imagem.

As atuações do branding podem ser decisivas não só na percepção da imagem da empresa junto ao público, mas em ações de novos produtos que são lançados e passarão a integrar a linha da empresa. 

5 conhecimentos de branding que sua empresa precisa dominar

Um bom trabalho de branding pode fazer com que o seu negócio se destaque sem que você tenha que gastar rios de dinheiro com isso.

Montamos lista deste tópico pra te ajudar a entender aquilo que não pode ficar de fora dos seus esforços de comunicação. Essas dicas são essenciais para gerir sua marca e criar um branding duradouro e impressionante. Confira!

Marcas são subjetivas

Marcas são conceitos que representam produtos, serviços e ideais. Elas têm atributos físicos e concretos, como cores e símbolos. Mas, além disso, marcas também são dotadas de subjetividade.

O conjunto de símbolos e tipografias que compõe sua marca deve ser mais poderoso que a mera soma dos valores desses dois elementos, podendo representar a alma da empresa, seus valores e sua filosofia. Não faça algo apenas bonito, tenha profundidade na hora de se posicionar!

É preciso que o cliente entenda logo o que seu negócio representa. Identificar-se com uma marca vai além de gostar de seus produtos. É se identificar com os mesmos valores — e isso é essencial para garantir a aderência e efetividade do branding desenvolvido. O Starbucks, por exemplo, é muito mais que uma cafeteria, certo?

Conheça a concorrência

Agora que você já sabe da sua subjetividade, é preciso pensar em como sua marca será vista pelas pessoas. Para isso, entender bem os seus competidores é a chave. Conheça:

  • o que eles fazem;
  • o que eles vendem;
  • como eles se posicionam;
  • por que eles se diferenciam de você e vice versa.

Assim, na criação de seu branding, será possível ir onde outras marcas não foram e preencher necessidades de mercado que elas tenham ignorado. 

Pense no seu público-alvo

Fazer um trabalho de branding eficiente demanda pesquisas de mercado para mapear o seu público de interesse. Essas pesquisas garantirão que o desenvolvimento da sua identidade será correta, de forma que proporcione uma conexão duradoura entre público e marca.

Para estabelecer essas conexões, as marcas devem expressar valores próximos aos do seu público e conversar em uma linguagem que ele entende. Se você quer vender para jovens que gostam de caminhada ao ar livre, é melhor pensar em como sua marca pode ser sustentável.

Branding é oferecer o seu melhor

Assim como nós não procuramos um emprego destacando nossos defeitos, as empresas devem focar naquilo que fazem melhor do que as concorrentes. Esteja sempre focado na qualidade de seu produto ou serviço.

Não há nada mais desapontador do que conhecer uma marca que parece se identificar com tudo aquilo que você gosta, mas que não consegue entregar um produto tão bom quanto o do concorrente. Posicionar-se no que você é bom garante que não existam surpresas negativas para os seus clientes.

Tenha a perfeição como meta e expresse isso não apenas na forma como sua empresa se identifica, mas também nas entregas que ela faz.

Tenha sobre o que falar

Nós nos conectamos com mais facilidade às marcas que partilham interesses em comum com os nossos. Assim como procuramos amigos por afinidade, escolhemos as marcas que vão fazer parte de nossa vida por uma lógica muito parecida.

Atualmente, não basta repetir seu nome na fachada da empresa, cartão de visitas e site: é preciso fazer com que as pessoas tenham um motivo para ver essa informação. Reverberar conteúdo de qualidade e que se comunica com a sua marca é muito mais enriquecedor para o público do que falar de si mesmo.

Enquanto o branding antigamente se preocupava apenas com atender a uma solução gráfica, hoje ele pode e deve pensar em conteúdo também. Sobre o que sua marca fala e por que devemos ouvir? Sua marca realmente preza por esses valores, você fala sobre eles tanto quanto deveria?

Como melhorar suas estratégias de branding

Além do que já citamos, algumas outras ações devem ser constantemente levadas em consideração para melhorar a sua estratégia de branding. Veja:

Alinhamento da missão da empresa

É preciso definir o que é a missão da empresa e como ela deverá ser percebida por seus consumidores e outros envolvidos com o seu negócio. Você precisa saber por que o seu negócio existe, qual é a importância de sua marca e como ela contribui para quem a adquire.

Engajamento dos funcionários

Já que o branding faz parte de um conjunto de ações para demonstrar o valor de sua marca e de sua empresa, nada mais justo do que engajar seus funcionários nessa questão. Lembre-se que as coisas que eles sentem e falam da empresa será percebido pelo mercado e muitas empresas são traídas pela sua reputação junto aos seus colaboradores.

Inovação

Muitas empresas se destacam no mercado pela sua capacidade de inovação. As pessoas querem consumir seus produtos porque sabem que eles são os mais modernos e rápidos ou, ainda, que têm o design mais atraente. Assim, não tenha medo de investir nessa área e de incluir isso em sua estratégia de branding.

Como vimos, o branding é muito mais do que a marca ou a parte de marketing de uma empresa. Ele está relacionado à gestão de tudo o que ela é e o que representa. Por isso, é preciso estar atento às mudanças e às soluções do mercado. 

Quando pensamos em branding, estamos querendo condensar tudo que a sua empresa representa em uma coisa só. Como você quer ser reconhecido pelo mercado? Conte para a gente nos comentários!

Transmita mensagens de forma memorávelPowered by Rock Convert

Sua comunicação não pode entrar em quarentena! 

Nós podemos ajudar você com isso.
CONVERSAR COM UM CONSULTOR
close-link