Não sabe como fazer sua Apresentação? Confira as dicas dos nossos Especialistas

13 minutos para ler
admin
Por Marketing

Fazer uma apresentação pode parecer algo simples – e realmente é – mas fazer apresentações incríveis depende de uma série de habilidades e muita preparação.

Pensando nisso, reunimos os especialistas de cada área da Smartalk para oferecer dicas práticas de cada etapa no desenvolvimento da sua apresentação.


Smartalk: O jeito mais SMART
para Promover sua Comunicação Empresarial


Vendas: estilo direto e pessoal para sua apresentação

De fato, informação é poder.

Se você conhece bem seu cliente, tem todas as armas para tomar a atenção dele e criar uma necessidade ou um desejo de compra.

Então, faça promessas aos seus clientes e as cumpra. A expectativa é um fator decisivo!

As pessoas precisam ter interesse pelas ofertas.

Para isso, devem receber mensagens que criem esse sentimento para incentivá-las a realizar a compra.

Portanto, é aqui que entra o poder da sua apresentação… Não desperdice a chance de criar essa expectativa. 

Logo, a qualidade de sua apresentação de vendas geralmente determinará se um cliente potencial compra de você ou de um de seus concorrentes. 

No entanto, a maioria das apresentações que vemos no dia a dia raramente são atraentes o suficiente para motivar a outra pessoa a tomar uma decisão de compra. 

Para isso, os vendedores da Smartalk revelam um forte segredo… Na verdade, três:

1 – Torne a apresentação de vendas relevante

Um dos erros mais comuns que as pessoas cometem é usar uma apresentação genérica. 

Eles dizem a mesma coisa em todas as apresentações e esperam que algo em suas apresentações seja atraente para o cliente em potencial. 

Quantas vezes você mesmo já não foi vítima dessa abordagem? Mais vezes do que gostaria de lembrar?

Afinal, ninguém aguenta ser submetido a apresentações de PowerPoint chatas e “enlatadas”. 

apresentação

A discussão de seu produto ou serviço deve ser adaptada a cada pessoa ou empresa.

Personalize-a, modifique-a para incluir pontos específicos que são exclusivos daquele cliente em particular. 

Isso significa: pesquisar o seu cliente com antecedência e se familiarizar com o negócio dele e com o setor em que ele opera.

Portanto, verifique o site da empresa ou a página do Facebook e leia boletins informativos, blogs, relatórios anuais e outras informações relevantes. 

Pesquise seus concorrentes e, se possível, adapte sua apresentação para demonstrar como seu produto pode ajudá-los a obter uma vantagem competitiva.

Se você usa PowerPoint ou outro software de apresentação, coloque o logotipo da empresa em seus slides.

Mostre exatamente como seu produto ou serviço resolve os problemas específicos do seu cliente. 

Isso significa que é fundamental fazer perguntas de sondagem ao cliente em potencial antes de começar a falar sobre sua empresa.

2 – Crie uma conexão entre seu produto / serviço e o cliente potencial

Em uma apresentação para um cliente em potencial , prepare uma amostra do produto que eles usariam em sua empresa. 

Após uma discussão preliminar, entregue ao seu cliente potencial o item que sua equipe estará usando – em vez de contar a ele sobre o item, coloque-o em suas mãos. 

Então, ele pode ver exatamente como seria a aparência do produto acabado e examiná-lo detalhadamente. 

Além disso, lembre-se de discutir os benefícios de seus produtos, não os recursos. 

Diga ao seu cliente o que ele obterá usando seu produto em comparação com o de seus concorrentes.

3 – Por último, acredite no seu produto / serviço

Sem dúvida, este é o componente mais crítico de qualquer apresentação. 

Quando você discute soluções, você fica mais animado e enérgico? A sua voz mostra entusiasmo? 

A sua linguagem corporal exibe o seu entusiasmo? Caso contrário, você precisa mudar sua abordagem. 

Talvez até realizar um treinamento corporativo de vendas para ensinar ao seu corpo como comunicar vendas.


Treinamento de vendas: crie seu roteiro com essas dicas!


Afinal, se você não consegue ficar animado com seu produto, como pode esperar que seu cliente se sinta motivado o suficiente para comprar?

Storytelling: Uma Jornada Extraordinária

Para direcionar a forma como você impacta seu cliente potencial, não podemos deixar de falar do formato que usamos aqui.

Estamos falando do Storytelling. Ele é poderoso, engaja pessoas, criar expectativas e gera empatia.

Leia o artigo que fizemos sobre o assunto, abaixo:

apresentação

Nossa equipe reuniu mais 5 pontos para levar você à uma narrativa de sucesso com uso do Storytelling:

1 – O Storytelling é interativo

A técnica de Storytelling envolve uma interação de duas vias, entre o storyteller e os seus ouvintes.

Ou seja, você e sua audiência.

Desta forma, a reação e o envolvimento dos ouvintes com a história influencia diretamente resultado que você quer alcançar.

A natureza interativa do Storytelling deriva do imediatismo e do impacto que a história incita em quem a ouve.

Por isso, esta é uma técnica que emerge da interação e da cooperação com sua audiência.

2 – O Storytelling utiliza aspectos vocais e corporais

Ao contar uma história utilizando essa técnica, você não pode se prender apenas ao uso das palavras.

Outro dos pontos que diferencia o Storytelling, de outras formas de contar histórias, está no uso de aspectos não-verbais da comunicação.

Por exemplo, a postura corporal e as variações no tom de voz.

Aspectos que são utilizados para enriquecer a história que está sendo contada e como os ouvintes a percebem. 

3 – O Storytelling incentiva a imaginação dos ouvintes

Através da técnica de Storytelling, o storyteller consegue incentivar o ouvinte a se imaginar dentro da história.

Com o uso de uma narrativa que envolva aspectos linguísticos, vocais e corporais, o ouvinte consegue compreender e se envolver com os personagens da história.

Assim, uma conexão instantânea será criada entre a audiência e o storyteller.

Afinal, ele estará mostrando o lado humano da história e conseguirá captar muito a atenção deles.


Data Storytelling: Como transformar as suas apresentações de dados


Conteúdo: Planejamento e Foco são essenciais na apresentação

Assim como você planeja seu conteúdo com antecedência e segue fielmente seu cronograma, também deve agir assim para a sua apresentação.

Afinal, as datas de programação de conteúdo têm dias definidos para acontecer, de modo que não perca o time do assunto ou da ação.

Consegue visualizar a similaridade do planejamento de conteúdo com uma apresentação bem feita?

Quando você se dedica à planejar estrategicamente o que vai ser dito na apresentação, você considera fatores como seu time, abordagem e assuntos gatilhos.

Tudo com foco na demanda do seu cliente potencial.

Portanto, se preparar é a dica da nossa equipe de conteúdo, uma dica valiosa principalmente se você costuma ser o palestrante improvisador.

Evite improvisar, evite achismos, evite seguir o padrão, mas tenha o Surpreendente nas suas mãos!


Procurando uma forma de ampliar seu destaque no mercado?
Foque no seu Posicionamento Estratégico


Marketing: gatilhos emocionais e engajamento

Esteja por perto do seu público e na hora certa.

Como? Acompanhando a jornada de seus leads, nutrindo-os e mantendo um relacionamento próximo com eles nas redes sociais…

Analise os dados destas datas nos anos anteriores, pois através deles você pode retirar insights para novas estratégias.

apresentação

Com o marketing podemos usar algo muito forte e humano a favor nas apresentações comerciais: A emoção.

A emoção é poderosa de várias maneiras porque pode influenciar uma decisão e estimular as pessoas a agirem. 

É por isso que tem sido uma técnica de marketing eficaz para inspirar as pessoas a realizar ações específicas e alcançar marcos de negócios.

O marketing emocional é o uso deliberado de mensagens persuasivas que exploram as emoções humanas para formar uma conexão profunda com o público para alcançar o resultado desejado. 

Freqüentemente, apela a apenas uma única emoção. 

Pode ser medo, raiva, alegria ou qualquer outra emoção humana que seja forte o suficiente para influenciar a tomada de decisão ou incitar uma ação.

A emoção humana, especialmente quando negativa, perdura e assombra. 

As pessoas se sentem desconfortáveis ​​quando suas emoções não são tratadas, daí a necessidade de se libertar delas e agir de acordo. 

Na maioria das vezes, essa ação dá às empresas melhores números de vendas.

Veja: anúncios com uma resposta emocional acima da média dos consumidores causaram um aumento de 23% nas vendas em comparação com os anúncios médios, de acordo com um estudo da Nielsen de 2016.

Os clientes tomam decisões instintivamente, porque as decisões de compra são sempre o resultado de uma mudança em seu estado emocional.

Enquanto a informação pode ajudar a mudar esse estado emocional, a emoção continua sendo o fator mais importante e, obviamente tem mais valor do que as informações.

Design: refinamento e estética

Impacto e persuasão estão lado a lado com o design, não apenas na questão do acabamento estético, mas também pensando na solução.

Se seu cliente tem um problema, desenhe a jornada de solução que ele terá adquirindo seu produto ou serviço.

Por exemplo: nosso cliente tem uma ótima estrutura para eventos e é expert em unir referências do mercado para benchmark e networking.

Nós oferecemos ao nosso cliente o modo como operacionalizar a demanda, com engajamento de investisdores e CEOs de diversas áreas.

Como fazemos isso? Encantamos com uma metodologia de resultados somado ao design como processo de resolução e encantamento.


Design de apresentação: 5 erros que precisam ser evitados


Agora, vamos à prática da coisa toda:

1 – Inclua menos texto e mais recursos visuais no design da sua apresentação

De acordo com a pesquisa de apresentação anual de David Paradi , as 3 coisas que mais incomodam o público nas apresentações são:

  1. Palestrantes lendo seus slides;
  2. Slides que incluem frases completas de texto;
  3. Texto muito pequeno para ler.

O fio condutor que une todos esses incômodos de apresentação é o texto. 

O público é muito exigente quanto ao texto encontrado nas apresentações de slides .

Nas nossas experiências em apresentações, o público responde muito mais positivamente àquelas que usam recursos visuais no lugar de texto.

O público fica mais envolvido, faz mais perguntas e acha as palestras mais memoráveis ​​quando incluímos exemplos visuais nas apresentações de slides. 

Um ótimo exemplo de apresentação visual é o icônico design do pitch deck do AirBnB , que inclui no máximo 40 palavras por slide. 

Em vez de repetir o script do palestrante nos slides, ele causa impacto com palavras-chave, números grandes e ícones:

2 – Resumir (e organizar) informações

  • Identifique uma mensagem (identidade visual) central para o design de sua apresentação;
  • Elimine qualquer informação que não apoie imediatamente a mensagem central;
  • Crie um esboço de apresentação forte para mantê-lo focado;
  • Use o texto para reforçar, não repetir, o que você está dizendo;
  • Projete sua apresentação com uma lição importante por slide;
  • Use recursos visuais para destacar a mensagem principal em cada slide.

3 – Use recursos visuais para destacar a mensagem principal em cada slide

Tão importante quanto ter uma lição principal por slide é ter recursos visuais que destacam a lição principal em cada slide.

Visuais exclusivos ajudarão a tornar sua mensagem memorável.

Os recursos visuais também são uma ótima maneira de eliminar texto extra.

Você pode adicionar recursos visuais agrupando e integrando informações em estruturas visuais como linhas do tempo ou fluxogramas.

Ou representando conceitos simples com ícones, como pode ser visto no moderno design de apresentação abaixo. 

Usar a mesma cor para cada ícone ajuda a criar uma aparência elegante.

Utilizar recursos visuais dessa maneira é perfeito.

Principalmente, quando você precisa transmitir mensagens rapidamente para públicos com os quais não está familiarizado – como em conferências. 

Performance: presença e timing

Fazer uma apresentação é como um exercício de atuação.


Falar em público é a Habilidade mais desejada dos últimos Tempos


As apresentações podem ser sobre qualquer assunto, em qualquer formato, para qualquer público. Mas…

  • Como os palestrantes primeiro se conectam e envolvem o público?
  • Como eles ajustam suas apresentações aos seus públicos?
  • Por que você gosta de suas apresentações?

1 – Ensaiar. Ensaiar. Ensaiar. Então ensaie mais um pouco

Ensaie na frente de seu parceiro ou na frente de um espelho. Ou, simplesmente, ensaio em voz alta.

Depois de mapear sua apresentação no papel, você saberá o que quero dizer, o primeiro ensaio oral acontece aos trancos e barrancos.

Por isso, é preciso manter a continuidade e ensaiar bastante até se sentir seguro com as ideias e as palavras.

Uma coisa é saber o que você quer dizer; outra bem diferente é realmente dizer isso de modo que sua audiência entenda.

Quanto mais você ensaiar, mais refinada se tornará sua apresentação.

2 – Cronometre sua apresentação

Você já sabe quanto tempo tem para falar.

Certifique-se de que seja mais curto do que isso: ninguém reclama ou perde o interesse quando uma palestra é mais curta do que o esperado.

3 – A cortina de fechamento

É (quase) desnecessário dizer que boas habilidades de apresentação são importantes.

Por quê?

Quando você melhora suas habilidades de apresentação, melhora sua capacidade de envolver o público e comunicar qualquer coisa que faça.

É preciso dedicar uma energia considerável à sua busca por uma apresentação envolvente.

Mas devemos admitir qe receber a orientação adequada para o posicionamento da sua apresentação faz toda diferença quando se está em cima do palco.

Ao segurara o microfone a situação muda e você deve enfrentar condições que estavam fora do seu plano de visão quando apenas ensaiava.

Tenha em mente que você se preparou para aquele momento e tente aproveitar a energia da apresentação.

Transmita mensagens de forma memorável