Apresentação de Dados: 7 dicas para uma produção eficaz

7 minutos para ler
admin
Por Marketing

Os dados são ótimas referências para trazer ainda mais impacto e credibilidade às suas apresentações. Entenda por que e como explorá-los da maneira mais certeira.

Para começar é importante que você compreenda que existem diversos tipos de apresentações que podem ser utilizadas no ambiente corporativo. Exemplos:

No entanto, ao longo deste texto, nós iremos considerar somente a apresentação de dados, que pode ser muito bem aproveitada pelas empresas e público em geral e causar impactos relevantes de um determinado conteúdo ou assunto. 

O que é uma apresentação de dados?

Uma apresentação de dados, como o próprio nome já sugere, é uma apresentação, que pode ser feita de diversas maneiras (PPT, Apresentações Google, Canva e etc) utilizando-se de dados, ilustrados através de tabelas, gráficos, listas, entre outros.

Porque fazer uma apresentação de dados? 

Se você estiver se perguntando sobre o motivo pelo qual a apresentação de dados pode ser interessante para o seu negócio, aqui vai a dica de ouro:

Você fez uma análise sobre algum produto que está dando muito resultado na empresa. Ao longo do estudo, foram realizados diversos testes e pesquisas que fizeram com que você chegasse a uma conclusão do porque este produto está com tamanho poder de venda.

Como mostrar esses resultados para o seu cliente, gestor ou CEO? É aí que a apresentação de dados se torna fundamental. É através dela que você poderá credibilizar uma análise e ainda divulgar todos os resultados atingidos.

Como fazer uma apresentação de dados de sucesso? 

Agora que você já entendeu o que é uma apresentação de dados e o porquê se utilizar dela, vamos às 7 dicas para fazer a sua apresentação de dados de sucesso: 

1 – Utilize os gráficos adequados para o seu tipo de apresentação de dados

Este é o momento em que você precisará pensar no conteúdo que quer apresentar e em quais gráficos este conteúdo se adapta melhor. Outro ponto que é fundamental ser analisado é para quem você está realizando este material. Se for um público mais jovem, poderá “brincar” mais com os gráficos, por exemplo, ao contrário de um público empresarial, onde muitas vezes seguem um lado mais formal de apresentação.

*Dica extra* Existem diversos gráficos a serem utilizados: pequenos ou grandes, em formato de pizza ou barra, como listas ou tabelas, com texto ou sem, e por aí vai. 

2 – Opte pelo conteúdo MAIS importante para ser exposto na sua apresentação de dados

Na hora de fazer uma apresentação para um cliente ou um gestor, é muito comum que as pessoas fiquem tentadas a colocar tudo o que foi analisado através da pesquisa nos slides. No entanto, este modelo não funciona quando o assunto é dados. Isto porque os dados por si só já são complexos e exigem uma atenção maior. Se você ainda carregar no conteúdo, claramente perderá um fator que é crucial: o foco do público!

3 – Simplifique a sua apresentação de dados

Você já se decidiu sobre qual será o conteúdo relevante que estará na sua apresentação de dados? Ótimo! Agora é a hora de simplificá-lo. Para este ponto queremos deixar uma frase que deve ser lembrada: “MENOS É MAIS”. Destaque o que foi mais valioso na sua análise, os melhores resultados e o que realmente vai impactar o seu público. 

Ainda no exemplo do produto que está em alta de venda em uma empresa. Você notou que ele foi mais aceito pela população devido a um índice de qualidade, que comparado aos concorrentes é 100% imbatível. Explore isso, mostre os dados, potencialize o resultado e reflita sobre como crescer ainda mais – diante disso – em uma análise futura.

4 – Use os textos para complementar

Quando falamos em apresentação de dados, algumas pessoas logo pensam que ela deve estar embasada somente em dados (numéricos, geográficos e etc). Mas, a verdade é que não. Você pode se utilizar de textos para complementar a sua apresentação e deixá-la ainda mais compreensível. A sugestão é para que tenha cautela quanto a isso. Procure intercalar os textos com os gráficos, colocá-los somente quando houver real necessidade de explicar melhor algum assunto e de forma coesa, sem enrolação.

5 – Dê exemplos para facilitar ainda mais a compreensão

Outra ferramenta que também pode ser bacana para a sua apresentação de dados são os exemplos. Através do texto você pode inserir alguns exemplos, quando os dados por si só não deixam totalmente claros a análise. Lembre-se, a regra de fazer o uso dos exemplos com sabedoria permanece.

6 – Mostre os resultados

Este ponto é um dos mais importantes. Toda pesquisa ou estudo precisa determinar um resultado, que pode ser negativo ou positivo. Se você tiver atingido metas reais e positivas com a sua análise, esta é a hora de fidelizá-las na apresentação de dados.

7 – Pense em novas possibilidades para uma futura apresentação de dados

Depois de ter fechado um ciclo de análise sobre um determinado assunto, que tal iniciar outro? Estudar, pesquisar, testar, são aspectos sempre bem vindos em todas as empresas e negócios. Inclusive, quanto mais você souber sobre as qualidades e defeitos do seu negócio, melhor você conseguirá se colocar diante do mercado. Ouse! Tire como partida a apresentação de dados inicial e já estabeleça outras futuras. 

Principais erros cometidos:

Depois de todas as dicas que listamos para que você realize uma apresentação de dados de sucesso, fique esperto também com alguns dos principais erros cometidos por quem vai realizar este material: 

  • Não se prenda a leitura de todos os slides. Não há nada mais cansativo do que olhar para o telão, se deparar com vários dados e gráficos e ainda ter que ouvir o apresentador lendo cada item enunciado. 
  • Fale de forma clara, envolvente e certeira tudo o que está sendo especificado na apresentação de dados. Se você realizou a pesquisa, você tem propriedade para falar a respeito. 
  • Utilize a linguagem correta para cada apresentação. Está falando com quem? Exige um posicionamento mais formal ou pode se dispor de expressões despojadas? 
  • Procure não desviar do assunto. Uma apresentação de dados muito longa pode ser cansativa, então tenha como meta apresentar um determinado conteúdo e só fuja dela por alguma eventual pergunta ou algo parecido.
  • Sobre os gráficos: tome muito cuidado com poluição visual. Querer colocar tudo em um só slide não o torna interessante, o torna confuso. 
  • Procure seguir uma identidade visual. Sua empresa possui uma identidade de cores e letras específicas? Que tal continuar nessa linha e passar essa imagem atrelada à apresentação? 

Se você chegou ao final deste artigo, está sabendo tudo sobre uma apresentação de dados perfeita e sem imprevistos.

Que tal colocá-la em prática? 

Abaixo, temos alguns textos que, aliados a esse, podem lhe ajudar bastante na hora de realizar a sua apresentação: 

fale_conosco