8 erros que podem levar a sua apresentação ao fracasso

7 minutos para ler
Smartalk
Por Smartalk

Fique por dentro de alguns erros em apresentações que você deve tomar muito cuidado para não cometer

Uma apresentação, seja ela qual for, é um momento importante e que gera um extremo empenho por parte daquele que irá realizá-la. No entanto, de nada adianta tamanha dedicação se você não se atentar a alguns pontos cruciais.

Pensando nisso, este artigo tem como objetivo informar 8 erros comuns que podem levar a sua apresentação ao fracasso.

Temos certeza que você não quer cometer nenhum deles. Então, acompanhe a leitura até o final!

Erro 1: Falta de um planejamento ou roteiro

O primeiro erro que pode deixar a sua apresentação extremamente confusa e falha é a falta de um planejamento ou roteiro. Quando o apresentador não tem uma linha de pensamento formada, ele costuma se perder no discurso. E, se o próprio apresentador não estiver convicto do que está falando, imagina o público.

Faça um roteiro – escrito, digitalizado ou como achar melhor – e trace tudo aquilo que pretende abordar na sua apresentação. Pense sempre em um começo, meio e fim, de forma que todas as partes conversem entre si e prendam a atenção do público.

Uma apresentação de sucesso é uma apresentação onde o conteúdo deve ser interessante, o apresentador precisa ter propriedade do que está falando e a audiência se sentir envolvida em todos os aspectos. E, isso só é possível com o famoso planejamento ou roteiro!

Erro 2: Início “sem sal e sem açúcar”

Você provavelmente já ouviu falar na expressão “sem sal e sem açúcar”. Nos referimos a ela sempre que uma coisa está desinteressante. Isso é o que não pode, de forma alguma, acontecer com a sua apresentação.

Se o começo do seu discurso já for desanimador, sem o menor tipo de atração, com certeza você perderá a atenção das pessoas logo de cara. E isso não é nada bom, pois a plateia não irá acompanhar o resto da apresentação, ficará ansiosa pelo fim e sairá do local insatisfeita.

Sendo assim, trabalhe este ponto inicial do seu roteiro. Pense na melhor forma de abordar o tema que pretende discursar de maneira que ele seja: atrativo, interessante e, acima de tudo, envolvente.

Nós temos algumas matérias que são excelentes para você fazer a sua apresentação com maestria. Confira abaixo:

Erro 3: Falta de imagens ou vídeos

As imagens e os vídeos são ótimos recursos para trazer a atenção do seu público-alvo, seja para o seu PPT ou para o que você está discursando, portanto são indispensáveis para qualquer apresentação.

Mesmo em uma apresentação de dados ou de negócios, por exemplo, é super possível usar estas ferramentas audiovisuais para envolver e até mesmo interagir mais com a plateia.

Se você não se utiliza dos vídeos ou das imagens, precisa ter uma oratória muito envolvente para conseguir fazer com que as pessoas fiquem 40 minutos, 1 hora ou mais focadas no que está falando E, isso não é uma tarefa fácil. Portanto, não cometa este erro. Coloque, quando possível, as imagens intercaladas ao texto, os vídeos em um momento onde quer chamar mais a atenção do público e vá “brincando com isso” de forma cautelosa, mas eficiente.

Erro 4: Expressão oral incoerente

Já está mais do que claro que em uma apresentação é importantíssimo manter uma expressão oral eficaz. Já imaginou assistir a um apresentador que fica estático por 50 minutos? Ou então fala baixo ou alto demais o tempo todo? E, ainda, fica com os braços e pernas enrijecidos sem a menor perspectiva de movimentação? Horrível, não é mesmo?

Sendo assim, não seja aquele que possui uma expressão oral incoerente. Pense sempre na frase “o corpo fala”. Ou seja, se você passar a imagem corporal de que está nervoso, ansioso ou com medo, certamente o seu público entenderá que não está preparado para aquilo, e desacreditará em tudo o que sair da sua boca.

Para entender melhor sobre esta questão que envolve o nosso corpo quando estamos fazendo uma apresentação, confira alguns artigos importantes:

Erro 5: Não manter a atenção do público

Uma apresentação deve ter sempre como objetivo envolver o público naquilo que está sendo apresentado. Se você não tiver esta meta como uma das suas prioridades, claramente, ao final do discurso, não alcançará o resultado esperado.

Existem várias formas de não cair neste deslize:

  • Uma delas, por exemplo, é a técnica de Storytelling, que é contar histórias que gerem uma certa comoção na plateia, e, portanto, maior poder de interação dela.
  • Outra é o discurso persuasivo. Através de um discurso convincente é possível trazer a sua audiência para mais perto ainda daquilo que você quer apresentar.

Erro 6: Não interagir com a plateia

Não manter a atenção do público está bastante ligado a outro erro que nenhum apresentador deve cometer, que é não interagir com a plateia.

Sabe quando as pessoas estão dando todos os indícios possíveis de que querem fazer algum tipo de pergunta ou então estão interessadas em saber mais sobre um determinado ponto, mas o palestrante não tem esta percepção e segue adiante? Pois bem, este é um grande problema.

É muito importante que você tenha este “felling” na sua apresentação, para não perder uma grande oportunidade de interação e interesse das pessoas que estão o assistindo. Fique atento aos sinais; como os olhares, as expressões de dúvida, felicidade e etc e vá administrando isso conforme o desenrolar do enredo.

Erro 7: Gerenciar mal o tempo

Já imaginou que situação chata você chegar no limite de tempo da sua apresentação e perceber que não falou nem a metade do que queria falar? Ou então, terminar o seu discurso e ainda ter muito tempo para o final da apresentação e ter que enrolar por todo este período!

São situações que achamos desagradáveis e que implicam negativamente na imagem que as pessoas terão de você, da empresa e de um todo (em geral).

Sendo assim, gerencie bem o seu tempo de apresentação. Se possível, faça ensaios na sua casa, para você mesmo ou para uma segunda pessoa, cronometrando o tempo que gastará em cada etapa do discurso. Pense em possíveis contratempos, como perguntas e dúvidas do público, e o quanto de tempo disponibilizará para isso.

Garanta que terminará a sua apresentação mais ou menos no momento previsto para o final dela. Isso é fundamental e não são todas as pessoas que se preocupam com este aspecto.

Erro 8: Não dar um final a altura

Assim como o início da sua apresentação não pode ser morno, e sim atrativo, o final também não deve ser planejado “de qualquer jeito”. Dê um final a altura daquilo que discursou por todo o tempo.

Procure trabalhar o final da sua apresentação de forma que ele fique com aquele “gostinho de quero mais”.

Gostou de todas as dicas que trouxemos aqui? O Blog da Smartalk está repleto de outros artigos super interessantes. Dê uma conferida nele através deste link.

fale_conosco